2006-04-04

Da vida citadina

E num belo dia de manhã: CRASH
- UUURGGGHH.
- UAAARRGHH.
- URG URG.
- RRRRRRRRR
Nisto chega o polícia
- YAAAARGHH.
- URG URG
- UUUURRGGGGGHHH.
- URG URG
- YARRRGHHHH.
- EEEEEEEEERRRGGG
- ERGHHHHH?
- ERGHHH.
- URGGGGAAAA
- ERRGGHHHH? URGGGAAA? YARRRRRGGHHH?
- URG URG.
- YAAARRGHHHH, YYYYAARRRGHH, URG.
- BRAINS.

E pronto, é isto que acontece quando os zombies conduzem.

5 Comments:

Anonymous Nocturno said...

AAAAARGH!

Eh eh eh...
(Ou, por outras palavras, ERGH ERGH ERGH...)

1:37 da tarde  
Blogger Francisco said...

LOLOL
:D muito fixe

5:26 da tarde  
Anonymous Ricardo Santos said...

Poderiam também ser homens da idade da pedra em vez de zombies ... o que mostraria que a evolução é um processo muuuuiiiitoooo leeeeeeentooooo :))))

7:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Podiam, mas eu sempre gostei de zombies e de homens da idade da pedra, só os irmãos das wacky races.
Mas como fez o mestre Romero, os zombies são uma excelente metáfora da vida urbana, eu pelo menos no trânsito pareço um zombie.
BRRRAAAAIIIIINSSSSS.

R.

9:36 da manhã  
Blogger Meriel said...

Rag,
ohrr pruumm cezzrrgg!
Digo: o policia é um chato!
Deixava-os andar à porrada e no final tomava conta da ocorrência, ou seja, recolhia os restos no saquinho verde da ordem que faz parte do fardamento de todos os policias zombies.
:bbb

1:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home